categoria : Afro
Comente (0)EnviariCalCompartilhar

quinta-feira, 16 de novembro de 2017 - 19h

Formação: racismo, branquitude e movimento negro

O Coletivo DAR convida todas para sua roda de formação "Racismo, branquitude e mov. Negro". As formações são o momento em que abrimos a roda para pessoas interessadas em participar do Coletivo DAR, então se vc acompanha de longe nossa movida e quer se aproximar e somar, chega mais, essa é a hora :)

Sobre a formação:
Já faz uns anos que o Coletivo DAR faz o debate antiproibicionista de forma interseccional, pensando a questão das drogas junto com gênero, raça, classe e autonomia. Há um ano, fizemos a primeira formação sobre racismo e entendemos que um tema tão complexo (a longa tradição escravagista brasileira) merecia ser aprofundado e discutido de forma permanente, para além dos efeitos e implicações atuais da guerra às drogas sobre os corpos negros, pobres e periféricos. O racismo está entre nós e precisamos enfrentá-lo. Para isso, convidamos a Lia Vainer e a Suzane Jardim, que vão nos ajudar a pensar a questão da branquitude e a luta dos negros e negras na atualidade.

Sobre o local:
O Coletivo de Galochas (parceiros nossos) ofereceu o espaço recém inaugurado no Bom Retiro pra gente se reunir e conversar sobre isso tudo. Aproveite pra conhecer o espaço e o Coletivo de teatro que faz luta com seus espetáculos :) quem quiser e puder também pode trazer uma larica pra somar na roda. Chama todo mundo e vem!

Lia Vainer Schucman:
É Doutora em Psicologia Social pela Universidade de São Paulo (2012), e realizou pesquisa de pós doutorado em Psicologia Social pela USP no Projeto de Pesquisa "Famílias Interraciais: estudo psicossocial das hierarquias raciais em dinâmicas familiares". Tem experiência na área de Psicologia e relações raciais. Publicou recentemente o livro "Entre o encardido, o branco e o branquíssimo: branquitude hierarquia e poder na cidade de São Paulo".

Suzane Jardim:
é bacharela e licenciada em História pela Universidade de São Paulo, educadora e pesquisadora em dinâmicas raciais com particular interesse na área da criminologia. Foi articuladora e participante ativa das Ocupações Pretas na USP, assim como uma entre as diversas pessoas que se mobilizaram na campanha 30 Dias por Rafael Braga.

Your Comments

Informações adicionais e comentários adicionados pelos visitantes do site

Your Comments

Seja o primeiro a comentar